Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cumplice Do Tempo

ser cúmplice é ser parte de algo

Cumplice Do Tempo

ser cúmplice é ser parte de algo

Sorriso

13115481_1026789994077059_1065210000_n.jpg

 

Havia em cada sorriso seu, uma poética forma de estar, como que se nos traços do seu rosto pudéssemos contemplar os versos que a sua alma e felicidade nos queriam transcrever, o seu olhar esse, brilhara de tal forma que a luz por si irradiada preenchia de forma perfeita esse seu sorriso que poesia se tornara, como que se a continuação de um e de outro fosse a rima que ele nos quisera dar, e era nesta simbiose perfeita entre o seu sorriso e o seu olhar que nascia o significado de cada palavra, de cada rima e cada frase, pura poesia transcrita numa sorridente forma de estar que a cada olhar a nós se entregava.

E era nessa entrega de sorrisos e olhares perfeitos, inspiradora forma de estar, que eles olhares e sorrisos se tornavam cumplicidades de quem por eles se cruzavam.

Poema e poesia, encanto e magia, música e melodia, delinear de uma cristalina e terna sintonia, que assim e de forma perfeita no seu rosto se transcrevia, como que se elas, feições desse rosto seu nos quisessem nessa sua única forma de estar, também nos fazer sorrir e para que assim nele olhar, nos pudéssemos prender e deixar levar.

Havia em cada sorriso seu, a certeza de que muitos sorrisos se iriam encontrar.

3 comentários

Comentar post