Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cumplice Do Tempo

ser cúmplice é ser parte de algo

Doce despertar

17.01.23 | cumplicedotempo

 

Doce era o seu despertar, a forma tímida como que o seu sorriso se presenteava nesse adocicado acordar, uma dadiva era, para quem ao seu lado, a cada amanhecer o seu rosto podia comtemplar.

Doces eram seus gestos que nesse deambular perfeito do seu corpo delineavam cada afeto, e até na mais simples caricia, encantos haviam, dando a cada alvorada uma renovada motivação para o enfrentar de cada dia despertado.

Doces eram suas palavras, que de forma pávida e serena ousavam quebrar os silêncios desse principiar de hábitos matinais, e em cada um delas renovavam-se sentimentos e desejos, para que esses não se deixassem adormecer, em este tantas vezes despertar, que de rotinas se perpetrava.

Doce era o seu beijar, afável avivar dos sentidos, estímulo que de forma perfeita se selava a cada reencontrar deles, seus lábios, dando a cada dia um renascer de esperanças onde eles beijos, testemunhas eram de todas as suas expectativas.

Doce era e será, e na doçura deste despertar muitos mais por dizer ficará, pois será no amanhecer de cada seu despertar que ela historia se contará, e feliz será, quem nela doce, ousará ser, para que nunca fique nada por fazer, contar ou dizer

16 comentários

Comentar post