Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cumplice Do Tempo

ser cúmplice é ser parte de algo

Cumplice Do Tempo

ser cúmplice é ser parte de algo

Delinear de um Sorriso

 

 

No delinear de um teu sorriso escrevem-se cumplicidades partilhadas, frases que nos traços suaves do teu rosto se vão sucedendo ao ritmo de ínfimas sensibilidades, palavras que se prolongam nos seus significados para alèm desta tua pura e cintilante forma de te expressares, abrindo em cada espasmo deste teu sorridente semblante como que um mundo novo de equidades repartidas, e neste delinear me perco sorrindo, lendo cúmplice esta tua forma poética de sorrir, uma prosa que se escreve em ti e em mim, e só não encontra eco nos mais desatentos, leio-te e volto-te a ler, neste percorrer de emoções que se reflectem neste teu iluminado sorriso tão natural quanto tu o és… Escrevem se cumplicidades num teu olhar, pergaminho e caminho que no seu interpretar me leva até aos lugares, que jamais sozinho ousaria sonhar, deleito-me neste conto que os teus olhos vezes sem conta me tentam contar , como que me absorvendo de forma fugidia para deles não tentar sequer  escapar , folham-se paginas e paginas  deste teu ser, em cada movimento por ti dado, deixando assim nas entrelinhas palavras que não precisam significado nem entoação , pois o seu eco vem de dentro de quem o teu delinear souber interpretar, e o significado, será aquele que cada qual ou cada um lhe quiser dar, pois serás sempre cumplicidade partilhada aos olhos de quem te lê, e no rosto de quem te viu sorrir.

 

7 comentários

Comentar post