Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Coração de papel

por cumplicedotempo, em 07.08.09

 

Num pequeno pedaço de papel escrevi um sem fim de palavras, todas elas reflexo de como me sinto hoje

Dobrei o papel em quatro partes iguais, e ao desdobra-lo pintei cada parte de uma cor diferente

Peguei numa tesoura e cortei um a um cada quadrado colorido com um sem fim de palavras

Tinha agora quatro pequenos pedaços de papel coloridos dobrados em quatro com um sem fim de palavras

No de cor azul escrevi “saudade” , no de cor verde “esperança” , no amarelo “paixão” e no vermelho “amor”

Com um pedaço de fita voltei a juntar os 4 pequenos pedaços e li o sem fim de palavras que estavam escritas

No azul saudade lia se “melancolia” repetido como um sentimento sem fim

No verde esperança lia se “desejo” também ele reescrito até a exaustão

No amarelo paixão lia se “ardor” e no vermelho do amor só se conseguia ler “bem-querer”

Tinha lá um nome escrito, mas as dobras do papel e a cor viva com que foi pintado apagaram-no

Neste pequeno coração de papel senti um sem fim de emoções, todos eles reflexo de como os meus dias foram escritos

Mas ao desdobra-lo e após dar lhe cor, só encontrei a saudade, o desejo e a paixão, o amor esse já nem nome tinha…

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:46


10 comentários

Imagem de perfil

De Sheila a 07.08.2009 às 02:54

Acho que amanhã vou fazer trabalhos manuais...

Desculpa lindo, agora a sério :)

Lindo e apaixonante o teu coração de papel :)

Mas dentro de ti tens um coração lindo e que não é de papel. No meio da saudade, do desejo e da paixão sabes que existe o amor, e isso é o mais importante!

Que o teu coração consiga escrever sempre colorido! Fica sempre atento às tonalidades que te rodeiam e nunca te esqueças de absorver os tons certos para que a tela da tua vida tenha as cores garridas da felicidade e da realização pessoal!

Grande beijo cúmplice!
Tudo de bom amigo lindo :)
Imagem de perfil

De cumplicedotempo a 07.08.2009 às 20:03

só o tornei de papel por instantes , para dobra lo e desdobra lo
e assim verifiquei que la estava tudo intacto
por tudo aquilo que já viveu e nele se escreveu, pela alegria que recebeu e mesmo pela dor , pela chama e o ardor com que sempre vibrou, o amor estará la sempre , e o não ter nome não lhe tira intensidade
pois da mesma forma amo a vida e amo todos aqueles que me rodeiam
por isso nunca ele será de papel ou de pedra prometo :)
Sem imagem de perfil

De azuldoceu a 08.08.2009 às 09:00

Que bonito post! Este vou levá-lo para os meus favoritos. Posso, não posso?
E por vezes é assim... aqueles que mais amamos, acabam por ser aqueles que mais nos fazem sofrer e, quando damos conta, reparamos que ficaram muitos sentimentos, mas que o amor que havia por essa pessoa, já não existe...
É assim a vida, mas o mais importante é que o amor nunca seja apagado das nossas vidas, nem dos nossos corações.
Beijinhos e bom fim de semana!

P.S. Reparei que o teu cantinho já não está tão escuro... o céu já tem umas nuvenzitas, sinal de que o tempo está a começar a melhorar... mas o que eu gostava de ver aqui, era um céu claro e cheio de sol. Pode ser? Pensas nisso? A cor alegra os nossos dias...
Beijocas
Imagem de perfil

De cumplicedotempo a 08.08.2009 às 15:02

jamais seria capaz de apagar o amor da minha vida
desdobro me em mim mesmo por isso mesmo
por vezes o nosso maior defeito e mesmo fechar as coisas como se elas nunca tivessem existido , talvez com medo de sofrer , de simplesmente recordar
mas se calmamente desdobrarmos esse coração de papel amachucado , iremos ver tantas coisas belas que foram escritas , e isso traz-nos saudade , desejo
e se sem falsas hipocrisias soubermos analisar as coisas , iremos perceber que muito de bom se aprendeu nesse espaço de tempo
os erros voluntários ou não que nos sirvam de lição , para que saibamos colorir a folha no futuro , com tudo aquilo de bom que nos ficou nas folhas levadas pelo vento das agora somente recordações

e sim podes guardar nos favoritos , deixas me meio sem jeito sem saber o que dizer , mas aqui as nuvens do blogue fazem me o favor de me proteger de uma cara assim a fugir para o envergonhado ;)






Sem imagem de perfil

De miúda a 08.08.2009 às 12:25

Um coração de papel cativante, colorido e sentido demais para deixar passar. Escreves sempre desda forma acolhedora ao ler, que faz olhar para nós mesmos e sentir uma leve ternura. Que este teu ematanhado de palavras tenha sempre razão de existir, pois é neste turbilhão que te encontras todos os dias e tocas aquele limite de felicidade :)

Beijinhos***
Imagem de perfil

De cumplicedotempo a 08.08.2009 às 15:10

terá sempre razão de existir , tal a forma de amar , só assim poderei realmente me encontrar e ser feliz
cabe nos cada dia dar mais um pouco de cor a nossa vida , as palavras que se irão escrever dependem disso , cada dia que nasce e uma nova folha branca de papel que se abre a espera de ser escrita e colorida :)

Imagem de perfil

De MIGUXA a 09.08.2009 às 00:49

Coração de papel só em alegoria
O que tenho constatado quer através dos teus textos, quer dos teus coments é que existe aqui, neste cantinho, um coração enorme, arrisco a dizer um pouco sofrido mas, pronto a amar com toda a intensidade que lhe é peculiar...

Sê feliz, meu amigo...

Noite de sonho
Beijos cumplices
Margarida
Imagem de perfil

De cumplicedotempo a 09.08.2009 às 20:48

obrigado pela tua visita e doces palavras
a intensidade e dada a cada dia , seja naquilo que for
tantas formas de amar existem ,e sejam elas quais for tão importantes para o nosso bem estar :)
bjs cúmplices
Sem imagem de perfil

De Açucena a 14.08.2009 às 14:28

que lindo poema :)
simplesmente adorei!

beijinhoo*
Imagem de perfil

De cumplicedotempo a 14.08.2009 às 19:37

obrigado pela visita e fico feliz que tenhas gostado :)
bjs cúmplices e boa semana para ti

Comentar post