Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Sonho

por cumplicedotempo, em 26.06.09

 

 

 

 

 

 

 

Acordei de um sonho magico... levemente despertei... procurando ainda aquele cheiro que eu jurava ter sentido tão intensamente... procurando o olhar que me fixou e me disse “amo te” penetrando me pela alma.....tentei ouvir ainda aquele som melodioso e doce que me sussurrava palavras e juras de amor.

Mas nada estava ali naquele momento... o meu olhar ainda embaciado pela lágrima, essa verdadeira que me escorreu pelo rosto. O meu sorriso aberto por ter vivido tal emoção...e a minha voz trémula, por não ter tido tempo de responder a tais juras.

A escuridão do quarto era agora um misto de tristeza e solidão... o medo me percorreu num único pensamento... ”se acender a luz o meu sonho desaparece?”

A pergunta pertinente ficou-me, e deixei me ali... extasiado ainda... pensando e tentando encaixar cada peça do meu sonho... como tantas vezes tinha feito ate hoje... tarefa complicada... quando muitas vezes nos sonhos... só vemos rostos sem traços... corpos sem linhas… vozes sem definições... olhares sem alma.

Tentei então voltar a adormecer...seria este o caminho mais fácil para voltar ao meu sonho... mas a minha esperança foi vã... o sono tal o sonho tinha desaparecido.

Quando então como quem teria desistido acendi a luz que tanto quis afastar de mim... essa luz deu me então outra definição do meu sonho... ao olhar para um simples relógio pousado na cómoda...

Fez me ver... o meu sonho talvez ali tivesse acabado na sua hora... mas o tempo e o amanhã estavam ainda ali... e se quisesse correr atrás do meu sonho... não teria que adormecer...mas sim acordar e vive-lo... pois se assim o fizer.....quando voltar a acordar como hoje.....o cheiro, o olhar e o a voz... já não serão miragem... mas sim o conforto e o aconchego que estarão ao meu lado para me sussurrar “esta tudo bem amor, foi só um sonho”

E esse sim tem um rosto… tem um corpo... uma voz e uma alma… que geminada na minha me fez ver... o mais belo sonho e aquele que podemos viver no dia-a-dia... e na noite os que perdurarem no nosso subconsciente… serão simples reflexos desses mesmos

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:01